“Garantista” vota contra Moro

0
122
Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

É cedo para avaliar,  mas o novo ministro do Supremo Tribunal Federal, Kassio Nunes Marques, fez jus a sua fama de garantista. Ele, junto a Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, foi o voto decisivo da Segunda Turma do tribunal contra a Lava Jato.

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, “ele se juntou aos ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski para rejeitar recurso da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra decisão que excluiu a delação do ex-ministro Antonio Palocci da ação penal que investiga o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por suposta doação ilegal de terreno para construção do Instituto Lula”.

Dessa forma, o novo ministro ajudou a manter a concepção de que Sérgio Moro agiu de forma política ao incluir a delação de Palocci nas vésperas da eleição de 2018.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui