A frente ampla de Rodrigo Maia para o Congresso

0
158
Imagem: Agencia Brasil

Nesta terça-feira (15), Rodrigo Maia, atual presidente da Câmara dos Deputados, recebeu em sua residência oficial parlamentares para discutir quem será o seu sucessor na presidência da Casa.

A mobilização entre as forças tem sido grande, pessoas próximas de Maia e representantes da oposição estão buscando pautas em comum para derrotar Arthur Lira, candidato apoiado por Bolsonaro.

Na última quarta-feira (9), líderes de seis partidos anunciaram a criação de um novo bloco na Câmara dos Deputados a partir de 2021. O principal articulador desse grupo é Rodrigo Maia que foi impedido de concorrer à reeleição pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Ao final da reunião de hoje, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, afirmou que o partido deverá seguir junto ao bloco de centro para enfrentar o indicado de Bolsonaro. “O PSB vai fazer respeitar a decisão unânime do partido que por 80 votos a zero [decidiu] que não devemos sequer analisar postulação da candidatura do Lira, por ele representar uma candidatura do Planalto”, afirmou Siqueira. E ainda acrescentou, “Nós vamos entrar no bloco dos partidos de esquerda e do centro, não no bloco do Lira”.

Para Ciro Gomes, vice-presidente do PDT, “O que nós podemos fazer, minoria que somos, é exponencializar nossa força pelo diálogo político com outras forças que tenham conosco pontos de afinidade, quais são eles, do nosso ponto de vista do PDT: a contenção do Bolsonaro nos limites da democracia e da sua institucionalidade”.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui