Bem Viver na TV: Como evitar o estresse nas eleições?

0
218

O período eleitoral chegou e nesta edição o programa  Bem Viver na TV, produzido pelo Brasil de Fato, traz uma reflexão de como debater ideias e projetos sem estresse e tensões com as divergências políticas.

No Dica de Saúde, a psicóloga Ivani da Silva traz sugestões de como lidar aproveitar melhor esse período para debater o país sem prejuízo a saúde mental.

Veja mais: Márcia Tiburi debate cultura do ódio no Bem Viver na TV

“As eleições alteram nossas emoções e sentimentos, gerando insegurança, raiva, medo, discussões e brigas com familiares e amigos. Quanto mais se aproxima a nossa ida às urnas, mais aumenta o estresse e o sofrimento gerado pelas eleições”, pontua a profissional que enfatiza também a importância da população se manter bem informada.

“Ler, saber identificar a fonte, avaliar a veracidade da mensagem e qual o propósito daquela informação, para que não fique suscetível a falsas notícias que predominaram no processo eleitoral anterior. E quando for se comunicar, é preciso fazer de forma responsável, rejeitando qualquer tipo de discriminação e violência. Essa é uma atitude que preserva a saúde mental de todas as pessoas”, afirma Ivani.

Veja também: Bem Viver: a luta pela preservação de saberes dos Guarani-Kaiowá e das parteiras tradicionais

E tem mais…

No Mosaico Cultural, você vai ver a luta de moradores do Bixiga, bairro de São Paulo, para preservar a memória negra do território. A região no centro da capital paulista, entrou para a história como um símbolo da imigração italiana na cidade. Mas na verdade foi lá que nasceu o Quilombo Saracura.

Agora, o movimento Mobiliza Saracura Vai-vai, formado por moradores do bairro, coletivos do movimento negro, sambistas, pesquisadores e outros ativistas luta pela preservação desse legado, ameaçado pelas obras da Linha 6-Laranja do Metrô, que pretende ligar a estação São Joaquim à Brasilândia, está sendo feita por uma parceria público-privada.

O movimento reivindica a paralisação temporária das obras do metrô, um projeto de preservação do sítio arqueológico que inclua a construção de um memorial e uma política de educação patrimonial permanente; bem como a mudança do nome da estação: ao invés de 14 Bis, que seja Saracura Vai-vai. “Não somos contra o metrô, somos contra o apagamento histórico”, explicam cartazes espalhados pelas ruas do Bixiga. 

O Momento Agroecológico mostra a agroindústria de milho saudável que tá levando prosperidade para centenas de famílias, no Paraná. 

E no Alimento é Saúde, as novas gerações de indígenas estão redescobrindo o poder do óleo de batiputá, típico do Ceará.

Comida de Verdade

No Comida de Verdade, a chef Letícia Massula, do do Blog Cozinha da Matilde, ensina o pirão de abóbora. Confira o passo a passo:

Ingredientes:

1 abobora pequena ou ½ grande bem enxuta cortada em cubos com casca

Manteiga ou óleo

4 dentes de alho

1 cebola pequena picadinha

Talos de cebolinha e coentro

3 tomates picadinhos

Coentro picadinho

Cebolinha picadinha

Pimenta de cheiro e ardida a gosto

Cerca de ½ copo de farinha de mandioca

Ovos 

Sal e pimenta do reino

1 pitada de açúcar

1 rodela de tomate e rodinhas de pimenta pra versão cuscuz

Modo de preparo:

Cozinhe os ovos em água fervendo por 8 minutos. Descasque e reserve.

Refogue cebola e talos em manteiga. Junte o alho e deixe suar. Junte o tomate e deixe cozinhar até quase começar a derreter. 

Junte a abobora e uma pitada de açúcar e refogue. 

Cubra com água, tampe a panela cozinhe na pressão até a abobora estar bem macia, cerca de 5 minutos são suficientes.

Amasse bem a abobora. Ajuste o sal e deixe ferver novamente.

Junte a farinha aos poucos até ficar um pirão mole. 

Finalize com muito cheiro verde e pimenta. Sirva com os ovos cozidos partidos ao meio.

Pra fazer a versão cuscuz, acrescente um pouco mais de farinha à massa pra ficar mais firme.

No fundo de um potinho coloque rodelas de tomate e de pimenta e sobre eles coloque a massa. Deixe esfriar na geladeira e desenforme pra servir.

 

Onde assistir 

Nas redes sociais do Brasil de Fato (Facebook e YouTube); na TVT, no canal 44.1 – sinal digital HD aberto na Grande São Paulo e canal 512 NET HD-ABC; na TVCom Maceió, no canal 12 da NET; na TV Floripa, também no canal 12 da NET; na TVU (Universitária) Recife no canal 40 UHF digital e na TVE Bahia, no canal 30 (7.1 no aparelho) do sinal digital. 

Quando

Na TVT: sábado às 13h30; com reprise domingo às 6h30 e terça-feira às 20h. 

Na TVCom: sábados às 10h30, com reprise domingo às 10h. 

Na TVU Recife: sábados às 12h30, com reprise terça-feira às 21h. 

Na TVE Bahia: sábado às 12h30, com reprise quinta-feira às 7h30. 

Sintonize 

No rádio, o programa Bem Viver vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h, com reprise aos domingos, às 10h, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista. 

O programa também é transmitido pela Rádio Brasil de Fato, das 11h às 12h, de segunda a sexta-feira. O programa Bem Viver também está nas plataformas Spotify, Google Podcasts, Itunes, Pocket Casts e Deezer. 

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o programa Bem Viver de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da nossa lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Marina Duarte de Souza

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui