Bolsonaro incita desobediência civil e fala em “meu Exército”

0
299
Faixa com a charge e a frase
Foto: Reprodução rede social.

Na manhã desta sexta-feira (19), Jair Bolsonaro (sem partido) conversou com apoiadores e incitou a desobediência civil contra decretos estaduais e municipais por isolamento social. Governadores e prefeitos tentam implementar medidas para conter a propagação da covid-19 no país, que está com os sistemas de saúde em colapso por todo o território.

Bolsonaro se referiu às Forças Armadas do Brasil como “meu Exército” e pregou para que seus apoiadores transgredissem as medidas de contenção da doença. As declarações foram feitas em tom de ameaça de golpe contra a democracia.

“Jamais decretaria o lockdown. E tem mais: o meu Exército não vai para a rua para cumprir decreto de governadores. Não vai. Se o povo começar a sair de casa, entrar na desobediência civil, não adianta pedir o Exército, porque meu Exército não vai. Nem por ordem do Papa. Não vai”, afirmou exaltado.

O país tem batido recordes de mortes diárias por covid-19, chegando a concentrar quase 40% das mortes do mundo em espaço de tempo de 24 horas.

Bolsonaro, que tem se oposto veementemente e feito ameaças contra medidas de contenção da doença, tem se utilizado da Lei de Segurança Nacional para silenciar críticos ao seu governo. Ele não gosta que o chamem de genocida enquanto sabota todas as medidas de proteção da vida do povo brasileiro.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui