Bolsonaro suspende compra de seringas “até que os preços voltem à normalidade”

0
104
Foto: REUTERS / Adriano Machado

Nesta quarta-feira (06), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Ministério da Saúde ficará com a sua compra de seringas em suspenso “até que os preços voltem à normalidade”. De acordo com ele, estados e municípios têm estoque suficiente para iniciar a imunização contra a Covid-19. 

Na última semana, o Ministério da Saúde fracassou em sua primeira tentativa de adquirir seringas e agulhas para a imunização. Das 331 milhões de unidades que o ministério tinha intenção de comprar, conseguiu oferta para apenas 7,9 milhões, cerca de 2,4% do total de itens que a pasta gostaria de adquirir.

Para o presidente, em redes sociais, “Como houve interesse do Ministério da Saúde em adquirir seringas para seu estoque regulador, os preços dispararam e o MS suspendeu a compra até que os preços voltem à normalidade”.

Além disso, ele complementou: “Estados e municípios têm estoques de seringas para o início das vacinações, já que a quantidade de vacinas num primeiro momento não é grande”.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui