Butantan pretende exportar “vacinas adicionais” após venda para o SUS

0
86
Segundo o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, é
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação

O Instituto Butantan, mesmo sendo notificado que o Ministério da Saúde irá adquirir toda a produção de vacinas feitas no Brasil, segue com planos de exportar parte delas. Os gestores acreditam que poderá manejar como bem quiser o excedente das 46 milhões de doses para o governo federal.

O órgão, segundo Dimas Covas, pretende vender aproximadamente 10 milhões de vacinas para a Argentina. Ainda, de acordo com o diretor, “A negociação [com o país vizinho] é com vacinas adicionais à de um possível acordo com o ministério”.

Na reunião com os governadores, chamou a atenção o fato de João Dória não enviar um emissário ao encontro que selou a entrada da CoronaVac no Plano Nacional de Imunização do Governo Federal.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui