Cármen Lúcia convoca Abin e GSI para prestarem esclarecimentos

0
128

Nesta segunda-feira (14) a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, determinou que a Abin e o GSI da Presidência da República prestem informações sobre o caso de Flávio Bolsonaro. A magistrada deu um prazo de 24 horas para que fossem esclarecidas as informações sobre o auxílio da defesa do senador por parte da Abin.

Segundo a ministra, os relatórios desenvolvidos pela Abin são “graves” e o tribunal tem entendimentos consolidados sobre a utilização de órgãos públicos para fins pessoais.

O pedido de esclarecimento foi enviado aos dois órgãos de governo, porém, em nota conjunta, os órgãos disseram que irão “aguardar a notificação e responder dentro do prazo estipulado pela Ministra Cármen Lúcia”.

A Abin, supostamente, teria produzido dois documentos para orientar a defesa do senador Flávio Bolsonaro para anular o caso das “rachadinhas”. Desde o início do processo, os advogados de Flávio têm tentado embasar uma acusação contra um grupo de funcionários da Receita Federal.

A Procuradoria Geral da República informou no sábado que adicionou, em apuração em andamento do órgão, as suspeitas de que a Abin teriam orientado os advogados do senador.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui