Covas diz que MS deve ser dirigido por alguém que entenda a dinâmica da pandemia

0
164
Segundo o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, é
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação

Segundo o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, é “fundamental” que o Ministério da Saúde seja comandado por alguém com capacidade de “entender a dinâmica da pandemia” de Covid-19 no Brasil. Além disso, Covas afirmou que este trabalho é “geralmente é feito por médicos, especialistas, sanitaristas e não tem acontecido desde que toda a equipe do o atual ministério ocupou o poder”. E completou em seguida, “Existe falta, sem dúvida nenhuma, de uma competência técnica maior nesse enfrentamento”.

No entanto, de acordo com Covas, a saída de Eduardo Pazuello do Ministério da Saúde “atrapalha muito” o combate ao coronavírus. “Nós já estamos com o comando meio que cariando e essa discussão de troca só vem a acrescentar mais confusão. Descredencia o atual ministro e deixa na incerteza o que vai acontecer”, constatou.

“Seria oportuno que, se de fato acontecer uma mudança, seja feita uma mudança para profissionais que possam compreender e manipular de forma adequada a epidemia, principalmente neste momento de gravidade extrema que vivemos”, acrescentou.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui