Deputado do PT faz representação contra Bolsonaro na PGR por crimes contra a saúde pública

0
160
Foto: REUTERS/Adriano Machado

Nesta quinta-feira (25) o deputado federal Leo de Brito (PT-AC) fez uma representação junto à Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Jair Bolsonaro (sem partido). Brito solicita um processo criminal para Bolsonaro por crimes contra a saúde pública.

Ontem (24), Jair Bolsonaro visitou o Acre, que está sofrendo com a pandemia, dengue e enchentes. Em comportamento recorrente, o presidente não respeitou as medidas de contenção da covid-19 e promoveu aglomeração ao desfilar em carro aberto.

“O que se viu no Acre ontem vai muito além de postura condenável. O presidente Bolsonaro e sua comitiva cometeram vários crimes, em total desrespeito à população, como vem fazendo desde o início da pandemia. Apesar de todas as dificuldades, as pessoas fazem a sua parte, mantêm o distanciamento social, usam máscaras, os comerciantes estão cumprindo o decreto, e por que a maior autoridade do País descumpre as regras e desconsidera tudo o que está acontecendo?”, afirmou o deputado petista. Ainda, Brito disse ter esperança de “que a PGR ofereça denúncia ao Supremo Tribunal Federal para que esses crimes não fiquem impunes. É inaceitável esse tipo de conduta de quem deveria dar exemplo à Nação, e isso tem que ter limite”.

O parlamentar ressaltou o difícil momento que o Acre está passando, apontando que provavelmente este é o pior período para o Estado desde o começo da pandemia: “A situação é gravíssima, eu tinha expectativa que o presidente fosse anunciar que o Acre seria priorizado em relação à vacinação, o que infelizmente não ocorreu, mesmo diante de tudo o que estamos passando aqui com a pandemia, surto de dengue, enchentes e crise migratória, estamos sendo tratados igual a outros estados da federação”.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui