Entre tantas outras prioridades, governo pretende regulamentar projeto sobre homeschooling até julho

0
206
Foto: Pablo Valadares / Câmara dos Deputados

Em meio de tantos problemas enfrentados pela Educação brasileira, especialmente neste período de pandemia, é o projeto sobre o homeschooling que mobiliza o Ministro da Educação Milton Ribeiro e Damares Alves (Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos).

Em audiência na Câmara, o Ministro da Educação defendeu o projeto de educação domiciliar ou homeschooling e acrescentou que a socialização da criança pode se dar na igreja. Esse tema tem sido prioridade para o governo Bolsonaro, que pretende regulamentar a prática no Congresso até o mês de julho deste ano.

A relevância concedida ao tema nesse momento de pandemia, vem sofrendo críticas dos educadores que consideram que a área possui inúmeras outras prioridades e dificuldades a serem discutidas e resolvidas. Sustentam também, que a escola representa um espaço para visões diferentes, que enriquecem o pensamento do estudante.

O histórico de ataques aos professores e à Educação que Damares ostenta, demonstra que é justamente esse espaço para visões diferentes que ela quer evitar, tornando assim, mais simples alcançar seu objetivo de formar crianças e jovens afastados da possibilidade de desenvolver seu senso crítico.

Os ataques de Damares Alves aos professores são notórios e aviltantes e encontram-se fartamente documentados em vídeos no youtube.  Entre tantos absurdos difundidos pela Ministra durante anos, em suas pregações religiosas, um deles é acusar educadores de difundirem “manual de bruxaria” nas escolas.

O Ministro da Educação, como não poderia ser diferente, alinhado a Ministra Damares e ao governo Bolsonaro, elegeu como prioridade a votação do projeto e rebate Educadores que afirmam que a educação em casa aumenta a vulnerabilidade dos estudantes em relação à violência doméstica. Os educadores afirmam que a convivência diária com os alunos possibilita reconhecer sinais dados pelas vítimas, como mudança de comportamento e até mesmo relatos dessas violências retratados nas suas produções textuais.

Domésticos e domesticados os dois Ministros querem nossos estudantes.

Quer ficar por dentro das principais notícias, artigos e produções literárias? Siga-nos no Telegram.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui