EUA: de volta às políticas cotidianas

0
146

[por Pedro Carrano]

 

Secretário de Estado Definido 

 

O presidente eleito dos EUA, Joe Biden, escolhe Tony Blinken, 58 anos, para Secretário de Estado. Blinken é um nome considerado conservador em política externa por analistas como o brasileiro Kennedy Alencar.

 

De acordo com Alencar, Blinken teria sido fiador da política externa pós-11 de setembro, conhecida por ataques preventivos na guerra contra o chamado terrorismo, que alcançou e destruiu países como Afeganistão, Iraque, Líbia e Síria, entre outros.

 

Blinken, em sua biografia, apresenta passagem pelo conselho nacional de segurança dos EUA, entre 1994 e 2001. Ajudou, mais tarde, no período de governo de Barack Obama, a construir a política estadunidense no Afeganistão, Paquistão e acordo nuclear com Irã.

 

Esteve diretamente acompanhando e defendendo o episódio no qual Osama Bin Laden foi morto pelos EUA. É formado em Direito em Harvard e tem doutorado pela Universidade de Columbia.

 

Num formato mais plural, Biden teria escolhido Jake Sullivan como seu conselheiro sênior para a Segurança Nacional, e Linda Thomas-Greenfield, mulher negra, como embaixadora estadunidense na Organização das Nações Unidas (ONU).

 

O atual secretário de Estado dos EUA é o belicoso Mike Pompeo, que constantemente tem ameaçado e defendido o aprofundamento do bloqueio econômico contra a Venezuela na América Latina.

 

No entanto, a estrutura do governo estadunidense, na sua disputa estratégica com a China e Rússia, na tentativa de ampliar a influência sobre América Latina, são indicativos de que não deve se alterar o caráter agressivo da política externa dos EUA.

 

 

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui