Governo Federal coloca professores na quarta etapa da vacinação da Covid-19

0
441
Criador: SAVO PRELEVIC Crédito: AFP

 

Ignorando o compromisso já firmado entre o Ministério da Educação e o Conselho Nacional dos Secretários Estaduais em colocar os profissionais da educação na segunda etapa de vacinação, o governo federal os inclui na quarta etapa, a última antes da população em geral, prevista para acontecer na metade de 2021.

Em Santa Catarina, o governador sanciona lei que considera as aulas presenciais como atividade essencial durante a pandemia, entretanto, em relação as etapas da vacinação, segue a mesma linha do governo federal. É no mínimo incoerente incluir aulas presenciais como atividade essencial e não priorizar a vacinação dos professores.

O Brasil insiste em adotar posturas na contramão do que pensam autoridades internacionais em relação à Covid-19. O chefe da Unesco, Audrey Azoulay, em mensagem conjunta em vídeo com o diretor da Organização de Docentes da Internacional da Educação (IE), David Edwards, disse: “ Ao ver os avanços positivos em relação à vacinação, acreditamos que os docentes e o pessoal de apoio à educação devem ser considerados grupo prioritário”.

Essa decisão é mais uma das muitas formas de desrespeito em relação ao magistério brasileiro. Essa classe, historicamente desvalorizada, está envelhecida e adoecida, já que a profissão não atrai jovens profissionais que acabam optando por outras profissões, mais um motivo para que os professores estejam entre os grupos prioritários de vacinação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui