Liberdade de expressão só para racistas: Val Marchiori vence processo de Ludmilla

0
183
Val Marchiori e Ludmilla.
Foto: Reprodução Rede Social.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro aceitou o recurso contra a condenação de Val Marchiori por danos morais após esta proferir ofensas contra a cantora Ludmilla. Em 2016, a socialite comparou, na Rede TV!, o cabelo da cantora à palha de aço.

O processo, que teve início em 2016, chegou a condenar Val Marchiori a pagar indenização de R$ 30 mil pela ofensa. Ludmilla desfilava no Carnaval do Rio de Janeiro pela escola de samba Salgueiro, quando Marchiori proferiu a ofensa: “A fantasia está bonita, a maquiagem… Agora, o cabelo… Hello! Esse cabelo dela está parecendo um bombril, gente…”

Em suas redes sociais, Ludmilla lamentou a decisão da Justiça, que considerou a ofensa como “liberdade de expressão”. “Eu não me faço de vítima não. Eu sou! Tá provado. Mas a estrutura desse país é tão racista, que eles tem a audácia de recorrer e ainda por cima comemorar vitória no Instagram.”, declarou em menção ao pronunciamento de Marchiori na plataforma.

Na rede social, Marchiori afirmou “justiça sendo feita”.

Enquanto isso, críticos ao governo Bolsonaro seguem presos e sendo denunciados na Lei de Segurança Nacional por emitir opiniões válidas e democráticas.

Confira o pronunciamento de Ludmilla:

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui