Lula, MST e ocupações: confira o que Stedile falou ao

0
516

As declarações de João Pedro Stedile, líder do Movimento dos Trabalhadores rurais Sem Terra (MST), no segundo episódio da segunda temporada do podcast Três Por Quatro pautaram o noticiário de parte da imprensa comercial nesta terça-feira (6).

Perguntado sobre a ausência dos movimentos populares das ruas nos últimos anos, Stedile respondeu:  “As mobilizações populares não dependem da vontade dos dirigentes ou de entendermos que são necessárias. Infelizmente, no Brasil, ainda estamos no refluxo dos movimentos de massa, mas isso vem de anos”, explicou o líder do MST, que continuou.  

“Primeiro, pelo agravamento da crise econômica, que é uma crise do capitalismo; Segundo, pela crise do desemprego, jogando 70 milhões de brasileiros na calçada; terceiro, um governo neofascista que as pessoas sabem que é uma tragédia”, elencou, Stedile, para, então, chegar ao ponto que vem sendo utilizado por parte da mídia.

“Então, ninguém gosta de dar soco em ponta de faca, mas eu acredito que isso é passageiro e acho que a vitória do Lula, que se avizinha, trará uma consequência natural um reânimo para retomarmos as grandes mobilizações de massa, que não é só passeata, é quando a classe trabalhadora recupera a iniciativa na luta de massas, então ela passa a atuar na defesa dos seus direitos de mil formas, fazendo greve, ocupações de terra, ocupação de terreno, mobilizações, como foi no grande período de 1978 a 1989”, finalizou.

A declaração motivou manchetes em diversos portais. “MST sinaliza retomada de ocupações em caso de vitória de Lula nas eleições”, disse o portal R7, ligado à igreja Universal e de inclinação bolsonarista.

A Revista Oeste, linha auxiliar do bolsonarismo na imprensa,  também pautou a declaração de Stedile. “MST já sinaliza retomada de invasões de terras em caso de vitória de Lula”.

Não menos bolsonarista, a Gazeta do Povo também deu destaque para as declarações de Stedile. “MST sinaliza que pode retomar invasões de terras caso Lula seja eleito”. “MST sinaliza retomada de invasões caso Lula seja eleito”, publicou O Antagonista. “Vitória de Lula vai ter como efeito retomada das grandes mobilizações do MST, diz Stedile”, foi a manchete da CNN.

A revista Veja afirmou que “MST acena com retomada de invasões de terras em caso de vitória de Lula”, sem citar o Brasil de Fato como fonte primária da informação. Também sem informar seu leitor sobre a origem da informação, a Jovem Pan debateu as declarações de Stedile, no programa JP News.

Confira o segundo episódio do Três Por Quatro na íntegra. Ou ouça abaixo no Spotify:

Edição: Glauco Faria

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui