Neste século, apenas quatro mulheres disputaram o governo

0
152

As seis eleições deste século, de 2002 até 2022, tiveram 61 homens concorrendo ao cargo de governador em São Paulo. No mesmo período, apenas quatro mulheres disputaram a vaga.

Neste ano, Carol Vigliar (UP) é a única mulher entre os dez candidatos que disputam o Palácio dos Bandeirantes.

Em 2002, eram 15 concorrentes a governador em São Paulo, com somente uma mulher: Anaí Caproni, quadro histórico do PCO. Ela terminou a eleição com 0,02% dos votos – o vencedor foi Geraldo Alckmin, na época do PSDB.

:: Candidaturas coletivas no Ceará propõem debate sobre representatividade e direitos de minorias ::

Vencida pelo também tucano José Serra, a eleição para o governo paulista de 2006 teve 16 concorrentes. Assim como havia acontecido em 2002, Caproni foi a única mulher a disputar o pleito, novamente pelo PCO, alcançando 0,03% dos votos.

Nove homens e uma mulher disputaram o governo paulista em 2010. A única candidata era mais uma vez Caproni, pelo PCO. A eleição culminou na eleição de Alckmin, também pelo PSDB, e a única candidata terminou com 0,02%.

A eleição seguinte, em 2014, foi disputada por nove homens, sem nenhuma representação feminina. Alckmin terminou à frente, mais uma vez.

:: Ipec em SP: Haddad lidera com 29%, Tarcísio tem 12% e Garcia, 9% ::

Em 2018, mais uma vitória tucana, agora com João Doria, e mais um pleito inchado, com 13 candidatos. Dessa vez, com a presença de duas mulheres entre os postulantes ao cargo: Lílian Miranda (PCO) e a professora Lisete (PSOL).

A primeira, teve a candidatura indeferida na véspera da eleição por conta da falta de um documento de seu vice na chapa, Márcio Oliveira. Professora Lisete terminou a disputa com a melhor votação de uma mulher neste século, 3,21% dos votos.

Edição: Nicolau Soares

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui