Novo presidente no Peru após protestos

0
126

[por Brasil de Fato]

Governo de Merino não resistiu a cinco dias

Após derrubada do presidente Martin Vizcarra, o governo empossado de Merino não resistiu a cinco dias de mobilizações nas ruas. “o governo de Merino só durou cinco dias, após uma onda de protestos diários tomarem conta do país alegando ilegitimidade no processo e denunciando um “golpe de Estado”.

O presidente venezuelano Nicolás Maduro apoiou as manifestações em Lima, que impedem a instauração da oligarquia no poder. Questionou onde estão os outros países que se posicionam contra a Venezuela. “Onde está o grupo de Lima que não diz nada sobre Direitos Humanos no Peru?”

Neste domingo (15), Merino renunciou ao cargo, seguido por toda a Mesa Diretora do Congresso. A vacância da presidência durou toda a noite do domingo até esta segunda. Foi quando o Legislativo escolheu um novo comando e colocou Sagasti na linha de sucessão.

A lista encabeçada por Sagasti foi aprovada com 97 votos a favor e 26 contrários. De centro-direita, Sagasti deve ser empossado nesta terça-feira (17) como presidente do Peru e governará de forma interina até o final previsto para o mandato de Vizcarra, em 28 de julho de 2021. Mirtha Vásquez, que é a segunda candidata na lista vencedora, será a nova chefe do Congresso, e Luis Roel, o vice-presidente do Legislativo”

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui