Para Santa Cruz, militares não participariam de golpe em 2022

0
119
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Segundo o general da reserva Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro, não há risco de apoio dos militares em um possível golpe em 2022.

De acordo com o ex-ministro, os militares “São profissionais, não dão suporte a aventureiros”. Além disso, o general alertou que aqueles que propagam fake news e discursos de ódio devem ser punidos desde já. Assim, para ele, cenas como as que ocorreram no Capitólio nesta semana não irão se repetir no Brasil.

Para Santos Cruz, “Você tem que fazer um trabalho preventivo. O fanatismo é irracional. Para prevenir, para que isso não aconteça, a Justiça tem que atuar sempre. Discurso de ódio, fake news, assassinato de reputações e instituições. Polícia Federal, Forças Armadas e Abin têm que ser valorizadas, não podem ser colocadas sob suspeita”.

Por fim, o general ponderou: “Você acaba com o discurso dos demagogos que ficam falando em fraude sem ter prova alguma […] O presidente tem que atuar dentro da lei para criar o voto impresso, e não ficar com ideia subliminar para fazer bagunça”.

 

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui