Pedro Wollny afirma “pandemia não é desculpa” e pede volta de funcionários para atividades presenciais

0
206
Nesta segunda-feira (08), o governo de Jair Bolsonaro não aderiu a uma declaração feita por mais de 60 países para marcar o dia internacional das mulheres, no Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Na última terça-feira (15), o chefe de gabinete do chanceler Ernesto Araújo, Pedro Wollny, enviou uma mensagem via WhatsApp destinada a funcionários do Itamaraty convocando-os para retomarem as atividades presenciais. Segundo fontes, a ordem causou amplo desconforto entre os diplomatas, principalmente entre os que temem pela sua saúde em meio ao aumento da taxa de mortalidade por coronavírus.

A mensagem é incisiva: “É absolutamente VITAL que, ao menos em unidades-chave, como as secretarias, haja ao menos um diplomata operacional em horário comercial”. Além disso, a mensagem também afirma que “pandemia não é desculpa” para a ausência no trabalho.

Outra questão é que a mensagem foi enviada por um meio informal, mesmo tendo um caráter de ordem. Muito provavelmente foi escolhido esse meio para não desgastar ainda mais a imagem do diplomata e do Itamaraty pelos meios formais.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui