PMs ameaçam coordenador do MTST em Goiás

0
119
Bandeira do MTST esticada por militantes do movimento.
Foto: Reprodução MTST.

Ontem (20), Rogério Cunha, militante e coordenador nacional do MTST, teve sua casa invadida por cerca de 10 policiais militares armados com fuzis e pistolas. A PM de Goiás não possuía autorização ou ordem judicial para a invasão. A denúncia foi feita por meio de nota do movimento publicada na página do Facebook de Guilherme Boulos.

Confira a nota do MTST na íntegra:

“Na tarde de hoje, 20 de fevereiro de 2021, Rogério Cunha, militante do MTST de Goiás e coordenador nacional do Movimento, teve sua casa invadida e foi ameaçado por policiais militares de Goiás armados com fuzis e pistolas. Cerca de dez policiais militares, incluindo um tenente, entraram na casa sem autorização ou qualquer ordem judicial e mantiveram o militante sob a mira de fuzis. Os policiais fizeram ameaças antes de saírem do imóvel. Essa é mais uma das ações de intimidação e perseguição contra militantes do MTST acontecendo no Estado de Goiás, e em todo o Brasil. O ataque aos movimentos sociais é mais uma face dos ataques à democracia no Brasil. Exigimos respostas e justiça! Não à criminalização dos movimentos sociais!

MTST, a luta é pra valer!”

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui