Queiroz é investigado por homicídio e tentativa de assassinato

0
239
Fabrício Queiroz vestindo um terno preto e olhando para a câmera.
Foto: Reprodução

O ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos), Fabrício Queiroz, é alvo de investigações por homicídio e tentativa de assassinato. Queiroz está em prisão domiciliar por envolvimento em um esquema de “rachadinha” no gabinete de Flávio quando ele era deputado estadual do Rio de Janeiro.

De acordo com reportagem de Juliana Dal Piva, para o Uol, Queiroz e Flávio foram denunciados por organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro. Além disso, o ex-assessor terá que responder pela morte de Gênesis Conceição da Silva e a tentativa de assassinato contra Antônio Rabelo durante uma operação na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio.

A investigação teve início em 2002 e desde então vários delegados pediram para que o inquérito fosse arquivado, sem tomar o depoimento do único sobrevivente da ação policial. O sobrevivente relatou que a polícia procurou-o após o tiroteio para convencê-lo de que não havia sido ferido pelos policiais militares.

Além do mais, Queiroz é investigado também pela morte do estudante Anderson Rosa de Souza que, segundo ele, foi “proveniente de auto de resistência”. Ano passado, o promotor Cláudio Calo apontou problemas e falhas na investigação, porém o inquérito está paralisado na Delegacia de Acervo Cartorário.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui