Resultados do Enade 2021 já podem ser conferidos no portal do

0
576

O Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgaram os resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2021. A prova, que foi aplicada em novembro do ano passado em 1.409 municípios e realizada por mais de 490 mil estudantes, avalia o desempenho e o perfil dos concluintes dos cursos de graduação de universidades públicas e privadas do país. 

O Enade é um exame obrigatório para que o estudante possa se formar no ensino superior. Segundo o Inep, a prova avalia o desempenho dos estudantes nos “conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares do respectivo curso de graduação”. 

Além disso, o Enade também mede as habilidades e competências do estudante construídas durante o período da graduação. A edição do Enade 2020 não aconteceu por conta da pandemia do coronavírus. 

Caso você tenha realizado a prova do Enade 2021 pode acessar o Boletim de Desempenho Individual no portal do Sistema Enade. Os conceitos definidos na prova do Enade foram publicados no Diário Oficial da União, mas também estão disponíveis no portal do Inep. 

Os resultados do Enade permitem observar de forma mais analítica, por exemplo, a diferença de desempenho entre os cursos de uma mesma área, em diferentes universidades e regiões do país. Outro fator importante para análise dos dados é o número das matrículas em universidades públicas e privadas e em cursos presenciais e a distância. 

Conceito Enade

O chamado Conceito Enade é a nota que vai de 1 a 5 que avalia o desempenho de cada curso de graduação. Quase 40% dos cursos avaliados tiveram nota 3. Apenas 5,7% dos cursos obtiveram a nota máxima. Dentre os cursos de graduação realizados na modalidade a distância, 41% tiveram nota 2. 

O Inep orienta que as instituições de ensino se apropriem dos dados disponibilizados a fim de aprimorar os processos de ensino. 

Raio-x do ensino superior

Em 2021, foram avaliados estudantes de cursos de licenciatura e bacharelado, englobados nas áreas de ciências biológicas, humanas, ciências da saúde, exatas e linguística,  letras, artes, tecnologia e comunicação. 

Cerca de 74% dos estudantes que realizaram a prova são de cursos de licenciatura, 19% de bacharelado e 7% estão matriculados em cursos tecnológicos.

Com base nos dados apresentados pelo Enade, 34% dos estudantes possuem entre 23 e 33 anos de idade. O perfil predominante no ensino superior brasileiro é de mulheres com mais de 24 anos e renda familiar de até 3 salários-mínimos, que trabalham mais de 20 horas semanais e são filhas de pessoas que não possuem ensino superior. 

Nos cursos de licenciatura pode-se observar que mais de 70% das matrículas são de mulheres autodeclaradas pretas ou pardas que possuem idade mais avançada. Em contraposição, os cursos de bacharelado e tecnológicos possuem maior predominância de homens autodeclarados brancos e mais jovens. 

Na última edição do exame os estudantes também tiveram que responder um questionário acerca dos impactos da pandemia na sua formação. Além disso, o Enade conta também com um questionário que traça o perfil socioeconômico dos estudantes avaliados. 

Edição: Rodrigo Durão Coelho

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui