Segundo o Ipea, a inflação de novembro subiu para os mais pobres e caiu para os mais ricos

0
103

O Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda, divulgado hoje (11), revela que a inflação para as famílias de renda mais baixa teve uma alta de 1% no mês de novembro. 

De acordo com o estudo, para as pessoas com rendimentos mais altos, a variação de preços teve uma queda de 0,82% para 0,63% em novembro. Desde março os preços dos alimentos têm pesado na conta da população mais pobre. Para essa classe, o grupo de alimentos e bebidas foi responsável por 75% da inflação em novembro. 

Os produtos campeões de inflação foram o arroz (6,3%), a batata (29,7%), o frango (5,2%), o óleo de soja (9,2%) e as carnes (6,5%).Já nos transportes, a alta se deu devido a reajustes dos transportes por aplicativos (7,7%), da gasolina (1,6%) e do etanol (9,2%).

Segundo o estudo, “Neste ano, o cenário inflacionário combinou forte aceleração de preços de alimentos com uma alta desaceleração da inflação de serviços, o que explica o diferencial da inflação entre as faixas de renda mais baixa e mais alta”.

E o motivo todo mundo já conhece, que o de cima sobe e o debaixo desce.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui