Segundo tese de mestrado, Lava Jato manipulou todo o processo contra Lula

0
117
Sérgio Moro
Foto: Pedro França/Agência Senado

 A juíza federal da 10ª Vara Criminal Federal de São Paulo, Fabiana Alves Rodrigues, concluiu em sua tese de mestrado que a Lava Jato manipulou processos contra o ex-presidente Lula. A tese em ciência política foi apresentada na Universidade de São Paulo (USP) e aponta que a operação, e a Justiça Federal, operaram em uma “zona cinzenta” que dá margem para questionamentos sobre a integridade de todo o processo.

Segundo a especialista, foram violados princípios básicos como a imparcialidade do Judiciário e a garantia de direitos civis. A tese da magistrada tornou-se livro, “Lava Jato – Aprendizado Institucional e Ação Estratégica na Justiça”.

Além disso, no livro, Rodrigues aponta que, tanto na 13ª Vara Criminal de Curitiba quanto no TRF-4, os juízes aceleraram a condenação do ex-presidente no caso do tríplex do Guarujá. De acordo com ela, esse movimento se deu para que Lula não pudesse concorrer nas eleições de 2018.

Por fim, o estudo ainda confirma que, desde o início da operação, o ex-presidente era o alvo principal: “Dizendo claramente: se a condenação de Lula em segunda instância não tivesse ocorrido a tempo de impedir sua candidatura, a pena imposta ao alvo central da operação não seria aplicada se ele vencesse em 2018. É interessante destacar que a escolha política dos atores do Judiciário Federal, que, tendo em mãos a opção de deixar sob as rédeas do eleitor o controle político da responsabilidade de Lula sobre os desvios na Petrobras, optaram por excluir essa possibilidade para fazer prevalecer a caneta dos togados”.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui