Servidores criticam em carta nomeações para o Iphan

0
175
Foto: Divulgação/Iphan

Servidores do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), composto por 280 membros do quadro de funcionários, divulgaram nesta quarta (16) uma carta aberta criticando as recentes nomeações do governo federal.

Para a direção do Departamento do Patrimônio Imaterial do Iphan foi nomeado recentemente o pastor Tassos Lycurgo.

Em texto, os servidores afirmam: “Externamos a nossa preocupação com as nomeações, nesses últimos tempos, de profissionais que estão assumindo cargos de gerência e direção nas unidades do Iphan, quando identificamos que os requisitos profissionais de nossa área não são atendidos”.

A carta ainda alerta “para os riscos que a inserção de agentes não experimentados na gestão pública e nos conhecimentos técnicos do campo do patrimônio cultural podem trazer à garantia dos princípios constitucionais de valorização e defesa da diversidade cultural da nossa sociedade”. ​

O Iphan é, desde maio, chefiado por Larissa Rodrigues Peixoto, amiga da família Bolsonaro. A nomeação de Peixoto chegou a ser suspensa porque ela não tinha formação, e nem experiência, compatível com o cargo, porém a decisão foi revogada.

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui