Três chapas concorrem na eleição suplementar para a

0
506

Três chapas concorrem à prefeitura de Cachoeirinha, na Região Metropolitana de Porto Alegre, cidade que terá eleição majoritária suplementar no dia 30 de outubro, junto com o segundo turno das eleições. As convenções partidárias que definiram os postulantes foram realizadas entre 29 de agosto e 4 de setembro. Conforme calendário do Tribunal Regional Eleitoral do RS (TRE-RS), a campanha eleitoral inicia nesta sexta-feira (9).

O prefeito em exercício, Cristian Wasem (MDB), que assumiu por ser presidente da Câmara de Vereadores, pretende seguir no cargo, tendo como vice o Delegado João Paulo (PP). Outra chapa na disputa é composta por Rubens Otávio (União), tendo Jaqueline Ritter (Cidadania) como vice. À esquerda, o vereador David Almansa (PT) concorre tendo como vice a advogada Ester Ramos (PSOL).

Novas eleições ocorrem após cassação de chapa eleita em 2020

As novas eleições para o Executivo de Cachoeirinha ocorrem por conta da cassação do ex-prefeito Miki Breier (PSB) e seu vice Maurício Medeiros (MDB), por abuso de poder econômico e político nas eleições de 2020. Em abril de 2022, além da cassação dos diplomas eleitorais, o TRE-RS condenou Miki a inelegibilidade por oito anos e multa de R$ 21 mil, enquanto Maurício não foi considerado inelegível.

Maurício Medeiros exerceu o cargo de prefeito entre 30 de setembro de 2021 e 19 de abril de 2022, visto que Miki havia sido afastado a partir de operação do Ministério Público. A ação investiga crimes de corrupção ativa e passiva, responsabilidade, desvio de verba pública, dispensa indevida de licitação, fraude em licitação, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Miki passava por um processo de impeachment da Câmara, tendo inclusive faltado a uma audiência sobre o processo de cassação. Contudo, o processo de cassação foi suspenso através de decisão liminar da 1ª Vara Cível da Comarca do município.

Esquerda lança candidatura do vereador Almansa



Convenção contou com a presença dos candidatos a governador e vice, Edegar Pretto (PT) e Pedro Ruas (PSOL) / Foto: Andresa Paiva

A única candidatura à esquerda vai ao pleito com David Almansa (PT) e Ester Ramos (PSOL), pelas federações Brasil da Esperança (PT, PCdoB e PV) e PSOL-Rede. A convenção foi realizada na última sexta-feira (2), em evento com cerca de 500 pessoas no plenário da Câmara Municipal, que reuniu lideranças partidárias, militância dos partidos, sindicatos, movimentos sociais e população em geral. Os candidatos ao governo do Estado Edegar Pretto (PT) e Pedro Ruas (PSOL) também prestigiaram o ato.

Logo no início da convenção, quatro jovens e uma criança fizeram a leitura da “Carta da Esperança” dirigida à população de Cachoeirinha, que pontua as crises econômica, social e política pelas quais passa a cidade, mas também anuncia um novo rumo a partir de uma forte transformação. O MC poeta e slammer DKG fez a sua apresentação cultural interagindo com a plateia.

David Almansa tem 31 anos, é sociólogo formado pela PUCRS e, atualmente, cursa o mestrado. Em 2020, foi eleito o vereador mais votado de Cachoeirinha, com 1.803 votos pelo Partido dos Trabalhadores, e o candidato mais votado da história do PT na cidade. Presidiu a comissão processante que avaliava o pedido de impeachment contra o prefeito cassado Miki Breier, que foi suspenso pela Justiça.

“Vamos pra rua com a energia que nós não tínhamos há algum tempo e vamos construir, no dia 30, a maior vitória que essa cidade já viu. Nós temos esperança, brilho no olho, coragem e ousadia e é, por isso, que no dia 30, com a ajuda de vocês e trabalho, vamos vencer a eleição e construir o maior e melhor governo popular de Cachoeirinha, com Lula presidente, Edegar governador e a vitória do povo”, disse Almansa no seu discurso de cerca de 30 minutos, o cabeça da chapa da coligação A Esperança Vai Mudar Cachoeirinha.

MDB aposta no prefeito em exercício Cristian Wasem



Candidatos ao lado da militância durante a convenção / Foto: André Guterres

Na segunda-feira (29), o MDB e o Progressistas homologaram as candidaturas de Cristian Wasem e o Delegado João Paulo, respectivamente. A convenção partidária do MDB, no plenário da Câmara de Vereadores, contou com a participação da militância, lideranças e vereadores do partido, integrantes do AVANTE, do PDT, do Republicanos e do PP, empresários e lideranças comunitárias. Também estiveram presentes o presidente da Câmara de Vereadores, Gelson Braga, o deputado federal Giovani Feltes, Gilberto Batista representando o candidato ao Senado General Mourão e o presidente estadual do PP, Celso Bernardi.

Cristian Wasem é advogado, tem 44 anos. Em 2017 assumiu seu primeiro mandato como vereador de Cachoeirinha. Como presidente da Câmara em seu segundo mandato no momento em que o TRE-RS condenou a chapa de Miki e Maurício, assumiu o cargo de prefeito interino.

“Iniciamos esta jornada há 120 dias, fazendo o máximo possível com os recursos disponíveis e estamos mostrando trabalho, resolvendo problemas antigos e dialogando muito com a nossa comunidade. Junto com o Delegado João Paulo e com os homens e mulheres que nos apoiam, queremos trazer um novo tempo para Cachoeirinha, de muito trabalho e desenvolvimento econômico e social para os cachoeirinhenses”, disse Cristian em sua fala.

União Brasil volta à disputa com Dr. Rubinho



Candidato e vice ao lado de lideranças partidárias / Foto: Divulgação/Facebook

Neste domingo (4), a coligação Aliança mais Cachoeirinha, formada pelos partidos União Brasil, Federação Cidadania/PSDB, PRTB, Patriotas, PL, PSD, PSC, Solidariedade, PTB e Podemos homologou a candidatura de Rubens Otávio, conhecido como Dr. Rubinho (União Brasil), e Jaqueline Ritter, conhecida por Jack Ritter (Cidadania). Também realizada na Câmara, o evento contou com mais de 400 pessoas.

Com 48 anos de idade, Dr. Rubinho concorreu na eleição de 2020 pelo PSL, tendo Jack como candidata a vice, e ficou na segunda colocação. Na ocasião, obteve 19.381 votos, perdendo por pouco mais de 300 votos para Miki, que obteve 19.699. Advogado, foi vereador de Cachoeirinha por dois mandatos, 2013 foi eleito pelo PSDB e em 2017 pelo Cidadania.

* Com informações das assessorias das candidaturas


:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato RS no seu Whatsapp ::

Fonte: BdF Rio Grande do Sul

Edição: Katia Marko

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui