Ucrânia diz ter retomado territórios das tropas russas

0
523

A região de Kharkov sofreu intensos bombardeios da Rússia durante o último fim de semana, ao mesmo tempo em que a Ucrânia anuncia a retomada do controle de diversos territórios. Na tarde desta segunda-feira (12), os bombardeios causaram a interrupção da eletricidade na cidade. A informação foi confirmada pelo chefe de Kharkov, Igor Terekhov.

“A situação de ontem à noite se repete. Devido aos bombardeios, instalações de infraestrutura crítica foram desativadas. Como resultado, houve falta de energia e o fornecimento de água foi cortado em Kharkov”, disse Terekhov. 

Segundo as autoridades ucranianas, tropas russas dispararam contra instalações de infraestrutura de Kharkov no último domingo (11), incluindo a Central Elétrica TEC-5 de Kharkov. A eletricidade foi restabelecida posteriormente, mas novamente cortada nesta segunda-feira. 

Já o Ministério da Defesa da Rússia informou nesta segunda-feira (12) que as Forças Armadas da Ucrânia sofreram baixas de 250 militares na região de Kharkov. A pasta acrescentou que a Ucrânia perdeu mais de 20 objetos de equipamento militar. 

Após o anúncio de uma contraofensiva na região de Kharkov pela Ucrânia, as tropas ucranianas danificaram uma ponte nos arredores da fronteiras ocidental da cidade, o que teria prejudicado o abastecimento das tropas russas que tentavam impedir a entrada das Forças Armadas ucranianas.

Na noite de 10 de setembro, as forças russas se retiraram através do rio Oskol, localizado na a parte leste da cidade, reagrupando uma nova linha de defesa através do rio. Além disso, foi relatado que as Forças Armadas da Rússia estão tentando impedir a ofensiva ucraniana ao norte da cidade, em direção à fronteira ucraniana-russa. 

O Estado-Maior das Forças Armadas da Ucrânia alega que retomou o controle de cerca de 20 assentamentos, gerando perdas significativas entre os fuzileiros navais russos. 

O Ministério da Defesa da Federação Russa, por sua vez, afirma que o recuo das suas tropas está relacionado com uma “uma operação para reduzir e transferir tropas”. 

Enquanto isso, surgem evidências de que a Rússia busca reforçar a sua defesa na região. O Ministério da Defesa russo divulgou vídeos mostrando a transferência de caminhões do exército, peças de artilharia e veículos de combate de infantaria em direção à Kharkov.

Edição: Thales Schmidt

Receba atualizações por e-mail!

Cadastre-se agora e receba um e-mail assim que for publicado um novo conteúdo.

Nunca enviamos SPAM. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui